sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

The Cure After-Party a 8 de Março


Projecto Marginal apresenta:

Playback The 80’s
The Cure Unnoficial After-Party

8 de Março
Santiago Alquimista


No dia que os The Cure actuam no nosso país, 8 de Março, o Projecto Marginal organiza a festa Playback the 80’s - The Cure Unnoficial After-Party.
Liderados pelo carismático Robert Smith, os The Cure são uma das bandas de maior culto no nosso país e senhores de uma carreira que ajudou a definir o rock dos anos 80 e se foi redefinindo até aos dias de hoje, sem nunca perder aquilo que faz dela uma das mais importantes bandas da história da música moderna.

Depois do sucesso da Festa dos Balcãs - Unnoficial Kusturica After-Party, (mais de 900 pessoas) o Projecto Marginal presta agora homenagem aos The Cure, trabalhando uma temática que já lhe é familiar, o rock anos 80.
O dj set ficará a cargo de Fernando Morgado, um nome já bem conhecido da noite lisboeta, que partindo da vasta discografia dos The Cure irá explorar tudo aquilo que influenciou a sua música e toda a música por eles influenciada.
Ao vivo estarão os Million Dollar Lips, banda electro-pop com sons descendentes da New Wave dos anos 80, que acabou de gravar o seu primeiro álbum com o produtor Marc Requilé (Vive La Fête).
A banda aproveita a ocasião para lançar oficialmente o seu primeiro teledisco “Single Round”.
Sempre fiel à temática, a imagem estará a cargo do Vj John Holmes, um habitué das festas do Projecto.

O Santiago Alquimista é o local escolhido para albergar esta homenagem que arranca às 23h00 e tem um custo de entrada de 5,00 euros.

Mais informações em:

www.projectomarginal.com
www.myspace.com/milliondollarlips

Feira da Fotografia - Edição Zero


FEIRA DA FOTOGRAFIA - EDIÇÃO ZERO

A Sociedade Lomográfica Portugal realiza a edição zero da Feira da Fotografia, que inaugura no dia 20 de Março de 2008, na Rua Diário de Notícias, nº 59 - Bairro Alto das 19h às 00h.

A feira estará aberta ao público entre dia 21 e 27 de Março das 17h às 21h.

Este evento tem como principal objectivo fomentar a troca de trabalhos entre fotógrafos e/ou lomógrafos, assim como a disponibilização de imagens a baixo custo, contribuindo para uma dinamização da actividade fotográfica de Autor e a sensibilização do Público para este género artístico.

A feira compor-se-á por um espaço de exposição de trabalhos de lomografia e fotografia que constituirá uma galeria de imagens disponíveis para aquisição, cuja versão final será impressa in loco , em várias dimensões possíveis (13cm x 18cm, 18cm x 24cm e 30cm x 40cm).
O custo das fotografias será de 10 €, 20€ e 30 € correspondendo estes preços aos tamanhos 13 x 18, 18 x 24 e 30 x 40 respectivamente.

Os trabalhos fotográficos serão disponibilizadas por fotógrafos profissionais convidados, focando-se especialmente em imagens extra - projectos ou sem continuidade, que normalmente constituem fotografias de grande qualidade que acabam por se manter desconhecidas.

Artistas Participantes
Alex Guri >> Ana De Almeida >> Barbara Assis Pacheco >> Benhard Winkler >> Daniel Pires >> Deli Jasse >> Fátima Azevedo >> Itxas Casas >> J.P. Tomaz >> Jamie Mcleod >> João Silva >> Jordi Burch >> José Pedro Cortez >> Luís Arelleano >> Luís Barra >> Manuel Duarte >> Miguel Meira >> Natallie Zwillinger >> Natxo Paramo >> Nica Paixão >> Noelle Jeorg >> Pauliana Valente Pimentel >> Paulo Pimenta >> Pedro Janeiro >> Renata Vieira >> Rodrigo Peixoto >> Sandro Resende >> Sónia Galiza Ferreira >> Soraya Vasconcelos >> Tatiana Macedo >> Tiago Montemor >> Vanessa Teodoro >> Xiku Carvalhal >> Ynaie Dawson.

Embaixada Lomográfica de Lisboa
Rua da Atalaia 31 . 1200-037 Lisboa
2ª a 6ª.= 14h-21h + Sáb= 16h-20h
tel: 21 342 10 75 | 91 019 60 00
info@lomografiaportugal.com

Nova Embaixada Lomográfica do Porto
Rua do Almada, 542 . 4050-034 Porto
3ª a Sáb.= 14h-20h
tel: 22 099 08 77 | 91 213 30 34

infoporto@lomografiaportugal.com

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

ELEGY IBERICA # 9


NÚMERO #9 Já nas Bancas!!!!

MÚSICA: Deadboy | Siouxsie Sioux | Apocalyptica | Tarja Turunen | Men Eater | Guernica Havoc | KMFDM | EInsturzende Neubauten | Absurd Mind | F.E.V.E.R. | Saltatio Mortis | Corpus Christii | Christian Death | Dave Gahan | Sinamore | The Cult | Dwelling FOTOGRAFIA: Andy Julia | Shannon Brooke | ILUSTRAÇÃO: Augusto Peixoto | LITERATURA: Conspiração dos Antepassados por David Soares | VIDEOCLIP: Sigur Rós | BD: Cruel Thing

ADQUIRE A TUA REVISTA EM PAPEL E OFERECEMOS DENTRO DA MESMA 3 CDS com:
Joy Division | Obituary | Christian Death | London After Midnight | She Wants Revenge | And Also the Trees | Nurse with Wound | Ministry | My Chemical Romance |The Birthday Massacre | KMFDM | New Model Army | Black Francis | Mick Harvey | Recoil | Angels of Light | Samael | Enthroned | Vision Bleak | Lazywall, e muito mais...


www.myspace.com/elegyiberica - ADICIONA-TE!

www.elegy.pt


PANDORA COMPLEXA | 1 Março | 17h00 | FABRICA FEATURES


Pandora Complexa
--
1 MARÇO | 17h00 | FABRICA FEATURES | exposição 1000 originais + lançamento livro

Pandora Complexa assume-se como um projecto colectivo de Júlio Dolbeth
e Rui Vitorino dos Santos, ambos residentes no Porto. Tudo começou com
a ideia de criação de uma personagem embaixatriz para um diário gráfico.
No início sem premissas delimitadas do que poderia acontecer, pensámos
(N)a ideia de construir uma fanzine. A facilidade de publicação online, tornou
o projecto possível a uma escala mais alargada e de custo de produção
quase zero. Criámos o blogue, com um primeiro nome "It was Corina",
tributo a uma amiga comum. No início, como não sabíamos que tipos de
narrativas iríamos produzir, decidimos alterar o nome para um título mais
anónimo, pelo menos no nosso círculo de amigos, de forma a não sentirmos
qualquer tipo de condicionamento ou auto-censura. O nome Pandora, para
uma possível personagem feminina, foi uma opção, pela sua versatilidade
de compreensão em várias línguas, com um reconhecimento universal numa
cultura ocidental. Não havia necessidade de tradução. Complexa, em
português, pela proximidade linguística, também seria facilmente interpretado.
A partir daqui existia uma personagem, Pandora, que seria Complexa.

Como estrutura criámos as nossas regras de auto gestão:
- publicar um desenho por dia cada um
(com intervalos para férias de vez em quando)
- cadernos de desenhos iguais
- sem censura
- Rui na esquerda, Júlio à direita

No início tentámos não revelar as nossas identidades, pelo divertimento de
assinar como uma figura feminina, sempre com 2 visões do seu estilo de vida.
Não conseguimos prolongar o anonimato por muito tempo, visto termos criado
uma relação com algumas pessoas que visitavam o nosso blogue, através dos
comentários. Por vezes não existe narrativa, nem qualquer relação entre o
desenho da direita e o desenho da esquerda, outras vezes a ligação acidental
que é criada é bastante divertida. Nunca discutimos os desenhos previamente,
nem fazemos story-boards. Os desenhos fluem livremente como um acto ritual diário.

A Pandora faz agora parte das nossas vidas e representa um excelente laboratório
para experimentar formas e narrativas, sem constrangimentos. Um espaço livre
onde cada um explora o seu próprio vocabulário gráfico.

Julio Dolbeth
Rui Vitorino Santos


THE WOMBATS @ FESTIVAL HEINEKEN PAREDES DE COURA > 31 DE JULHO



Se à energia art-punk dos Art Brut, juntarmos o sarcasmo e a irreverência de uns Half Man Half Biscuit, temos os Wombats!

Como escreveu o editor do NME: se há banda que neste momento nos faz atirar com os problemas para de trás das costas e esquecer que tudo existe, essa banda chama-se Wombats. Eles são a revolução das pistas de dança! São música indie para se dançar eternamente: “Let's dance to Joy Division and celebrate the irony” como os próprios apregoam!

Foi no Liverpool Institute for the Performing Arts, fundado por Paul McCartney, onde estudavam, que Matthew “Murph” Murphy (voz e guitarra) Dan Haggis e o norueguês Tord Overland Knudsen (baixo) se conheceram e em 2003 decidiram formar uma banda que depressa se tornaria numa das maiores promessas da música independente britânica.

Em 2005 assinam pela editoria Kids Records e editam 3 singles, "Lost in the Post," "Moving to New York" e "Backfire at the Disco," este último atingindo o top 30 britânico.

O passo seguinte dá-se com a assinatura de um contrato com a 14th Floor Records e a edição do single “Let's Dance to Joy Division” que os catapultou para uma onda de entusiasmo em seu redor, seguindo-se “A Guide to Love, Loss & Desperation”, o álbum de estreia que alcançou o primeiro lugar de vendas no Reino Unido e lhes proporcionou uma série de concertos em todo o mundo.

As suas actuações ao vivo resultam de um caos teatral embebido em cargas de álcool e pura diversão onde o rock dançante nos faz pensar numa pista de dança onde nos cruzamos com os Blur, Maximo Park, Futureheads, Libertines e outros tantos!

Deixem-se apenas levar por esta loucura, no Festival Heineken Paredes de Coura, dia 31 de Julho na companhia dos Sex Pistols!


Mais info: www.thewombats.co.uk / www.myspace.com/thewombatsuk

Workshops de DAnça * CCB



www.ccb.pt

“Be On Stage” - Projecto de exposição fotográfica


“Be On Stage”, de Rui Luís @ Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, 5 a 31 de Março de 2008

“Be On Stage” - Projecto de exposição fotográfica

A base deste projecto de exposição fotográfica é explorar a conexão - íntima e indivisível - existente entre a imagem e o som, no seu estado bruto. Procuro focar este “estado”, quer pela fotografia de música, quer pela fotografia de concertos, cerne do meu portfólio fotográfico.

As fotografias seleccionadas para este trabalho são acompanhadas de reflexões pessoais, elaboradas pelos artistas fotografados, sobre o que é “estar em palco”. Aqui nasce o “Be On Stage”.

Futuramente, esperando que o “Be on stage” cresça, a difícil selecção fotográfica será vencida e os “primeiros passos” deste recém-projecto serão dados para a merecida compilação fotográfica e escrita.

Rui Luís
Ideias no Escuro

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

CARTA-BRANCA A JORGE PALMA > 29 Fev. | 21H | Grande Auditório | CCB


CARTA BRANCA A JORGE PALMA
COM QUARTETO LACERDA

SEXTA-FEIRA, 29 FEVEREIRO 2008
21H00
GRANDE AUDITÓRIO
CENTRO CULTURAL DE BELÉM


O CCB fez o convite e o músico aceitou: carta-branca a Jorge Palma,
por ocasião do lançamento do seu 11.º álbum de originais.

JORGE PALMA é hoje um nome incontornável da música moderna portuguesa: um escritor de canções que criou verdadeiros hinos, que cruza gerações, enfim, que faz despertar emoções.

Na sua biografia diz-se que na infância foi um aluno brilhante de piano, integrando o grupo dos Sindikato, grupo pioneiro do jazz-rock em Portugal nos anos setenta, arranjador e orquestrador de canções de Amália Rodrigues e Rui de Mascarenhas, compositor de publicidade, músico de rua em Paris. Pode-se acrescentar ainda que tem o Curso Superior de Piano, da Escola Superior de Música do Conservatório Nacional, mas acima de tudo, Jorge Palma é autor.

É por se estar perante um criador tão conceituado que o Centro Cultural de Belém entendeu por bem dirigir-lhe um convite para um concerto diferente: demos-lhe CARTA BRANCA quanto aos temas, novos ou adaptados, mas ele obrigou-se a apresentá-los com uma formação original, acompanhado por um quarteto de cordas. Juntos prometeram reinventar sonoridades e divertir-se entretendo-nos a todos quantos estamos reunidos esta noite para presenciar um espectáculo único. Vamos então ver e escutar o cumprimento dessas promessas…


JORGE PALMA COMO NUNCA O OUVIU, NUM CONCERTO IRREPETÍVEL!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Incrível Formação - Workshop Educação Postural no Local de Trabalho

INCRÍVEL FORMAÇÃO

Ciclo
O CORPO E AS PROFISSÕES

Workshop
EDUCAÇÃO POSTURAL NO LOCAL DE TRABALHO

Sinopse
Conceitos teóricos e trabalho prático sobre o corpo e o seu posicionamento face às exigências quotidianas. Quais as posturas correctas e incorrectas? Como corrigir e aliviar o stress provocado pelas tensões musculares?
Exercícios de força, alongamento e respiração; introdução à auto-massagem; noções básicas que os pais devem ensinar aos filhos para evitar deformações futuras. Estes serão alguns dos pontos abordados nesta formação.

Valor - 65€

Programa (total 9 horas)
15 Março - 15h/18h
22 Março - 15h/18h
29 Março - 15h/18h

Limite de Inscrição - 13 Março

Local
Incrível Club
Rua Capitão Leitão 1, Almada

Informações - www.incrivelformacao.blogspot.com

Organização
Kalpa - Comunicação e Cultura
96 350 66 80 | 96 313 96 88
kalpa.cc@gmail.com


Guent’s dy Rincon no IFP


Em CONCERTO
no
INSTITUTO FRANCO-PORTUGUÊS
DIA 23 de Fevereiro 2008 às 22h00

Bilhetes: 7,5€


A Música cabo-verdiana volta ao Instituto Franco-Português, desta feita com Guent’s dy Riccon “um pequeno exército cultural sem armas que zela paulatinamente por um mundo sem barreiras e sem fronteiras”.

É dia 23 de Fevereiro às 22h00 e os bilhetes têm o preço único de 7,50€

Em palco estarão
Santos Cabral : voz e guitarra
Mauricio Lobão : percussão e coro
Chyco Nascimento : guitarra, bandolim, baixo e coro
Paulinho Kophi : guitarra e coro
Uta : percussão

O músico convidado é: Galissá (Guiné-Bissau)


VINTAGE DELUXE CABARET! Um cardápio atrevido, de plumas, franjas e perninhas jeitosas! 1 MARÇO no MAXIME


Dia 1 de Março no Cabaret Maxime!

Vintage deLuxe Cabaret

Minhas senhoras e meus senhores orgulhamo-nos de apresentar o acontecimento que Lisboa nunca viu e não sabe se está preparada para ver... Uma celebração da boémia e do prazer com pós (de arroz) de outros tempos, que ninguém vai querer perder! As Produções deLuxe Banana & O Cais Sodré Cabaret !, têm a honra de apresentar em estreia absoluta, o Vintage deLuxe Cabaret.

Finalmente o Cabaret Maxime recebe no seu palco, um espectáculo com os pergaminhos que deram nome à casa: um verdadeiro regresso às suas origens, situado nos tempos em que o swing era apenas um género musical e o rock n’ roll começava a chegar ao nosso Cais. Uma verdadeira homenagem ao Glamour e aos antigos Cabarets lisboetas: promete-se uma noite musical recheada com números sensuais de Vintage Strip-Tease e Vaudeville.

Vintage deLuxe Cabaret é um espectáculo de variedades nunca visto em Lisboa. Um desfile de música e erotismo, com o virtuoso Fausto Faustini ao piano guiado pela batuta e pela voz melodiosa de Francisco Martini (Francisco Ferro). Entre convidados musicais como Orgasmo Carlos (Manuel João Vieira) e a sexy Miss Suzie, temos ainda no elenco os fabulosos números do Cais Sodré Cabaret! (que aproveita para celebrar o seu 1º aniversário), onde podemos apreciar a sensualidade das suas estrelas de gabarito internacional, as exotic dancers - Miss Saucy Minx , Go Go Lolita, Lady Gin, e Mme. Michelle d’ Orleans nos seus números de vintage burlesque strip. Deleitem-se ainda com um cardápio de plumas, franjas e perninhas jeitosas, onde se destacam as charlestonianas e atrevidas Charisse Sisters! No prato do gramofone brilhará o DJ Vicent Vegas, enquanto Miss Scarlett & Carlos se encarregam do jitterbug.

Vintage deLuxe Cabaret é uma viagem ao tempo em que os cavalheiros usavam chapéu e as senhoras não dispensavam as luvas e as meias de seda. Apreciem os sabores desta noite retro, onde o imaginário da sensual Betty Page se confunde com o cheiro a charuto e o roçagar dos vestidos. Dia 1 de Março, vista-se com o glamour de outras épocas, e atreva-se a presenciar o primeiro espectáculo verdadeiramente retro-maroto, que já tem 200 pré-reservas antes sequer de ter sido anunciado! Junte-se aos felizardos e faça já a sua reserva de mesa, balcão ou peão, pelos telfs. 213467090 . 967045836 . 916350427.


sábado . 1 março 08 . bilhetes € 10,00

cabaret maxime - pç. alegria, 58 em lisboa

abertura de portas 22h00 . espectáculo 23h30

reserva de mesas tel. 213467090 . 967045836 . 916350427

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Couple Coffee and Band - disco ao vivo e novo espectáculo!

COUPLE COFFEE AND BAND | 50 ANOS DE BOSSA NOVA
GRAVAÇÃO DE CD AO VIVO NO MUSICBOX



Concerto no Music Box, Lisboa| 1 de Março: 00h |2 de Março: 22h | Entrada: 8€
50 anos de Bossa Nova (re)interpretados por Couple Coffee and Band

Os Couple Coffee promovem a 1 e 2 de Março (Sábado e Domingo), dois espectáculos ao vivo no Musicbox onde serão gravados os temas para o seu novo álbum: "Young and Lovely" - 50 anos de Bossa Nova.

Há meio século que a bossa nova se recusa a envelhecer, eterna lição de balanço num mundo para sempre em dívida com o legado de Jobim e Gilberto. Os Couple Coffee de Luanda Cozetti e Norton Daiello apresentam agora uma visita a esse universo.

Depois do toque tropical impresso em Zeca Afonso, vem o olhar sobre a grande invenção da modernidade brasileira, quando o samba se cruzou com o jazz e João Gilberto impregnou a canção de classe.

Luanda Cozetti seleccionou 18 temas de Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Carlos Lyra, Roberto Menescal e Nilton Mendonça, entre outros, Norton Daiello assume de novo a direcção musical e Ruca Rebordão e Sérgio Zurawski completam a equipa criativa do quarteto. O resultado poderá ser visto e ouvido em primeira mão, no MusicBox

ESPECTÁCULO DISPONÍVEL A PARTIR DE MARÇO



mais info:

21 441 62 00 | uguru@uguru.net | www.uguru.net

Trem Azul


Próximos concertos

28 Fevereiro 19h30


Riot Trio
Pedro Lopes turntable, sampler
Diogo Palma contrabaixo
Gabriel Ferrandini bateria

--------------------------------

07 Março 19h30


LACK
Håvard Volden
guitarra e electrónicas
Lars Myrvoll electrónicas
Martin Taxt
tuba amplificada
--------------------------

26 Março 19h30

Notas Falsas
Paulo Pereira saxofone soprano
Pedro Marques darabuka

entrada 3 euros

------------------------------

16 Abril 19h30


Manuel Mota guitarra
Afonso Simões bateria

entrada 3 euros

EXPOSIÇÃO FOTOGRAFIA

José Manuel Fragoso

SÉRIES



19 Fotografias a preto e branco em papel baritado feitas entre 2002 e 2004.

De cada negativo correspondente às cópias apresentadas far-se-ão quatro cópias no máximo.

(...) Só por comodidade de juízo se poderia tentar interpretar estas séries enquanto performance.

Antes, há aqui em cada imagem uma constante afirmação dos signos e da sua autonomia, em que os

valores estruturantes das imagens parecem balancear entre um registo mais convencional e uma lógica

muito abstracta, quase musical, que impele serenamente o significado para um outro lugar.

Consciência, comando e acção, transmutação e fuga e sobretudo o silêncio parecem ser as principais figuras

que propulsionam estas imagens. Não o silêncio do ser de onde brota o lirismo mas um outro - o silêncio da

espera de quem escuta um receptor rádio e que sabe que o sinal lá está. (...)

São imagens construídas em cenários inúteis e derruídos que o corpo habita humildemente, corpo que

apenas parece dizer “eu estive aqui”, “eu fui apenas isto, vejam quão dinâmico e puro é este movimento...”.

André Falcão, Lisboa, 2003




http://tremazul.wordpress.com

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

INJAZZ 2008 - O grande jazz, por músicos portugueses

Teatro e Marionetas de Mandrágora




Teatro e Marionetas de Mandrágora
Março, marca o Mês do Teatro, com o dia comemorativo a 27, talvez muitos não saibam que a 21 se Comemora o Dia Internacional da Marioneta. São diversas as actividades da Companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora, este mês marcada pela digressão de espectáculos por todo o território Nacional, para os quais fica desde já convidado.
A Companhia caminha para a Estreia da mais recente produção Lenheiras, com Encenção de José Caldas e Texto de João Pedro Mésseder.
Consulte a página do espectáculo em http://www.marionetasmandragora.com/lenheiras/
Será a 18 de Abril, no Auditório Municipal de Gondomar!

Associação Cultural e Recreativa Teatro e Marionetas Mito do Homem Plantado - Teatro e Marionetas de Mandrágora

Teatro e Marionetas de Mandrágora
Rua de Quinéu nº75
Jovim 4510 – 122 Gondomar
Portugal


mandragora@marionetasmandragora.com
www.marionetasmandragora.com

www.marionetasanorte.blogspot.com


Mão Morta "Maldoror" - Disco e Tour

LELLO UNIVERSAL! DE UMA SÓ PAZADA, E EM DIRECTO PARA O MUNDO!

LELLO UNIVERSAL, DIA 22 FEVEREIRO

DE UMA SÓ PAZADA, E EM DIRECTO PARA O MUNDO:

Ena Pá 2000, Os Irmãos Catita, Corações de Atum, Miss Suzie, Gimba, Phil Mendrix, Lello Perdido, o Pianista de Boîte, e muitas outras surpresas!





É com desmedido contentamento que temos o prazer de anunciar uma estreia dupla no palco do Maxime, no próximo dia 22: Pela primeira vez na história lusitana – pela mão do portal www.centralmusic.com.pt – um concerto de música moderna, que vai ser transmitido em directo pela rrr (Rede Redonda em Redor – do planeta, claro), mundialmente conhecida por World Wide Web – a internet!

A segunda estreia prende-se com o facto de os artistas em palco nunca terem actuado juntos antes deste monumental evento! Senhoras e senhores, meninos e meninas, de uma só pazada, directamente do Maxime para o mundo temos: Ena Pá 2000, Os Irmãos Catita, Corações de Atum, Miss Suzie, Gimba, Phil Mendrix, Lello Perdido, o Pianista de Boîte, e muitas outras surpresas!

Marque o seu lugar, ao vivo ou por via virtual neste grande espectáculo inter-galáctico!

Vá à Pr. da Alegria ou a www(em português “rrr”).centralmusic.com.pt e divirta-se com uma overdose de Lello Vieira & sus muchacos (e muchachas!) e ainda dois ursos dois!


sexta . 22 fevereiro 08 . bilhetes € 10,00

cabaret maxime - pç. alegria, 58 em lisboa

abertura de portas 22h00 . espectáculo 23h30

reserva de mesas tel. 213467090 . 967045836 . 916350427

Renuncia de FIDEL - 18 Fev 2008

Queridos compatriotas:
Les prometí el pasado viernes
15 de febrero que en la próxima
reflexión abordaría un
tema de interés para muchos compatriotas.
La misma adquiere esta
vez forma de mensaje.
Ha llegado el momento de postular
y elegir al Consejo de Estado,
su Presidente, Vicepresidentes y
Secretario.
Desempeñé el honroso cargo de
Presidente a lo largo de muchos
años. El 15 de febrero de 1976 se
aprobó la Constitución Socialista
por voto libre, directo y secreto de
más del 95% de los ciudadanos
con derecho a votar. La primera
Asamblea Nacional se constituyó
el 2 de diciembre de ese año y eligi
ó el Consejo de Estado y su
Presidencia. Antes había ejercido
el cargo de Primer Ministro durante
casi 18 años. Siempre dispuse
de las prerrogativas necesarias
para llevar adelante la obra revolucionaria
con el apoyo de la inmensa
mayoría del pueblo.
Conociendo mi estado crítico de
salud, muchos en el exterior pensaban
que la renuncia provisional
al cargo de Presidente del Consejo
de Estado el 31 de julio de 2006,
que dejé en manos del Primer
Vicepresidente, Raúl Castro Ruz,
era definitiva. El propio Raúl, quien
adicionalmente ocupa el cargo de
Ministro de las F.A.R. por méritos
personales, y los demás compañeros
de la dirección del Partido y el
Estado, fueron renuentes a considerarme
apartado de mis cargos a
pesar de mi estado precario de
salud.
Era incómoda mi posición frente
a un adversario que hizo todo
lo imaginable por deshacerse de
mí y en nada me agradaba complacerlo.
Más adelante pude alcanzar de
nuevo el dominio total de mi
mente, la posibilidad de leer y
meditar mucho, obligado por el
reposo. Me acompañaban las fuerzas
físicas suficientes para escribir
largas horas, las que compartía
con la rehabilitación y los programas
pertinentes de recuperación.
Un elemental sentido común me
indicaba que esa actividad estaba
a mi alcance. Por otro lado me
preocupó siempre, al hablar de mi
salud, evitar ilusiones que en el
caso de un desenlace adverso,
traerían noticias traumáticas a
nuestro pueblo en medio de la
batalla. Prepararlo para mi ausencia,
sicológica y políticamente, era
mi primera obligación después
de tantos años de lucha. Nunca
dejé de señalar que se trataba de
una recuperación “no exenta de
riesgos”.
Mi deseo fue siempre cumplir el
deber hasta el último aliento. Es lo
que puedo ofrecer.
A mis entrañables compatriotas,
que me hicieron el inmenso honor de
elegirme en días recientes como
miembro del Parlamento, en cuyo
seno se deben adoptar acuerdos
importantes para el destino de nuestra
Revolución, les comunico que no
aspiraré ni aceptaré —repito— no aspirar
é ni aceptaré, el cargo de Presidente
del Consejo de Estado y
Comandante en Jefe.
En breves cartas dirigidas a
Randy Alonso, Director del programa
Mesa Redonda de la Televisión
Nacional, que a solicitud mía fueron
divulgadas, se incluían discretamente
elementos de este mensaje
que hoy escribo, y ni siquiera
el destinatario de las misivas conoc
ía mi propósito. Tenía confianza
en Randy porque lo conocí bien
cuando era estudiante universitario
de Periodismo, y me reunía
casi todas las semanas con los
representantes principales de los
estudiantes universitarios, de lo
que ya era conocido como el interior
del país, en la biblioteca de la
amplia casa de Kohly, donde se
albergaban. Hoy todo el país es
una inmensa Universidad.
Párrafos seleccionados de la
carta enviada a Randy el 17 de
diciembre de 2007:
“Mi más profunda convicción es
que las respuestas a los problemas
actuales de la sociedad cubana,
que posee un promedio educacional
cercano a 12 grados, casi
un millón de graduados universitarios
y la posibilidad real de estudio
para sus ciudadanos sin discriminaci
ón alguna, requieren más
variantes de respuesta para cada
problema concreto que las contenidas
en un tablero de ajedrez. Ni
un solo detalle se puede ignorar, y
no se trata de un camino fácil, si es
que la inteligencia del ser humano
en una sociedad revolucionaria ha
de prevalecer sobre sus instintos.
“Mi deber elemental no es aferrarme
a cargos, ni mucho menos
obstruir el paso a personas más
jóvenes, sino aportar experiencias
e ideas cuyo modesto valor proviene
de la época excepcional que
me tocó vivir.
“Pienso como Niemeyer que hay
que ser consecuente hasta el
final.”
Carta del 8 de enero de 2008:
“...Soy decidido partidario del
voto unido (un principio que preserva
el mérito ignorado). Fue lo
que nos permitió evitar las tendencias
a copiar lo que venía de los
países del antiguo campo socialista,
entre ellas el retrato de un candidato
único, tan solitario como a
la vez tan solidario con Cuba.
Respeto mucho aquel primer
intento de construir el socialismo,
gracias al cual pudimos continuar
el camino escogido.”
“Tenía muy presente que toda la
gloria del mundo cabe en un grano
de maíz”, reiteraba en aquella
carta.
Traicionaría por tanto mi conciencia
ocupar una responsabilidad
que requiere movilidad y
entrega total que no estoy en condiciones
físicas de ofrecer. Lo
explico sin dramatismo.
Afortunadamente nuestro proceso
cuenta todavía con cuadros de
la vieja guardia, junto a otros que
eran muy jóvenes cuando se inició
la primera etapa de la Revolución.
Algunos casi niños se incorporaron
a los combatientes de las monta
ñas y después, con su heroísmo
y sus misiones internacionalistas,
llenaron de gloria al país. Cuentan
con la autoridad y la experiencia
para garantizar el reemplazo.
Dispone igualmente nuestro proceso
de la generación intermedia
que aprendió junto a nosotros los
elementos del complejo y casi
inaccesible arte de organizar y dirigir
una revolución.
El camino siempre será difícil y
requerirá el esfuerzo inteligente de
todos. Desconfío de las sendas
aparentemente fáciles de la apolog
ética, o la autoflagelación como
antítesis. Prepararse siempre para
la peor de las variantes. Ser tan
prudentes en el éxito como firmes
en la adversidad es un principio
que no puede olvidarse. El adversario
a derrotar es sumamente
fuerte, pero lo hemos mantenido a
raya durante medio siglo.
No me despido de ustedes. Deseo
solo combatir como un soldado de
las ideas. Seguiré escribiendo bajo
el título “Reflexiones del compañero
Fidel”. Será un arma más del
arsenal con la cual se podrá contar.
Tal vez mi voz se escuche. Ser
é cuidadoso.


Gracias,


Fidel Castro Ruz
18 de febrero de 2008
5 y 30 p.m.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Katabatic * Concertos


Foto - Rui Luis

Katabatic partem em "Mini tour" por Portugal!

2.29.08 Lótus, with Orthodox + Before the Rain (Cascais)
3.01.08 Fábrica do Som, with Orthodox + Before the Rain (Porto)
3.02.08 Central Pub, with Decapante (Bragança)

Myspace

Concerto Suprah



Concerto de Suprah neste sábado, dia 23 de Fevereiro às 22h no Cine-Teato de Corroios.


Myspace

domingo, 17 de fevereiro de 2008

"UM MUNDO CATITA" - VEJA E DIVULGUE O TRAILER!



Amigos,

Aqui está o link para o "trailer" de uma série feita com muito coração e dedicação. É uma história de amor verdadeiro, redenção e músicos desempregados. Divulgar este LINK é participar activamente na divulgação d´"O Mundo Catita", e ajudar o pequeno Vieira a entrar no seu televisor. Agradecemos francamente o vosso apoio incondicional. Não deixem de visitar a nossa página para saber novidades.

Abraços,
Filipe Melo e João Leitão

http://www.youtube.com/watch?v=62Uow-uOsqk

www.mundocatita.com


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

PANORAMA 2ª MOSTRA DO DOCUMENTÁRIO PORTUGUÊS


PANORAMA 2ª MOSTRA DO DOCUMENTÁRIO PORTUGUÊS
15 a 24 Fevereiro 2008 Cinema S. Jorge, Lisboa

10 dias | 37 sessões | 81 filmes | 9 debates

Este ano partindo da questão que cinema faz o documentário português?, o PANORAMA propõe cimentar-se como espaço de encontro e debate entre os filmes e as pessoas, uma troca de impressões e experiências que contribua para uma visão maior do documentário português.

A divisão da programação será novamente temática, propondo analisar as formas e as ferramentas dessa criação. Assim, essas ferramentas foram concentradas em três grandes núcleos onde estão agrupados os 76 filmes seleccionados: a CÂMARA, o SOM, e a MONTAGEM.

Os debates também regressam
e é o momento em que um dos principais objectivos do Panorama ganha forma: o lugar onde os filmes e a programação, assente na multiplicidade e diversidade, ganham voz. Do painel de debates farão parte: João Pedro Rodrigues, Joaquim Pinto, Manuel Mozos, João Mário Grilo, Rui Poças, Pedro Marques, Luis Miguel Oliveira, Alberto Seixas Santos, José Manuel Costa, Margarida Cardoso e Catarina Alves Costa.

Uma retrospectiva do trabalho documental de Paulo Rocha em Percursos no Documentário Português completa a programação da segunda edição do Panorama. Serão exibidos cinco filmes deste autor que consideramos constituir um espólio essencial para pensar de que forma o documentário se inscreve no campo do cinema. A retrospectiva de Paulo Rocha culminará num debate com a presença do realizador.

O Panorama é a 2ª Mostra de Documentário Português organizada pela Direcção Municipal de Cultura | Videoteca Municipal de Lisboa, pela EGEAC E.M. – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural e pela APORDOC - Associação pelo Documentário.

Mais informação:
APORDOC



Lomo FANTASPORTO 08




A Nova Embaixada Lomográfica do Porto vai realizar em conjunto com o FANTASPORTO, um Concurso Lomográfico. A edição deste ano do reconhecido Festival de Cinema decorre entre os dias 25 de Fevereiro e 9 de Março de 2008
O tema que propomos aos participantes é o de registarem com as LOMO uma personagem, uma acção, um motivo, o espaço e os figurantes do seu próprio filme.
Será feita uma votação online
para a decisão dos vencedores pelo público durante 6 meses, com votações de 2 em 2 meses.
Nova Embaixada Lomográfica do Porto
Associação Cultural Lomográfica

Rua do Almada 542 . 1º andar . 4050 Porto
22 099 08 77 / 91 21 33 034

3ª a Sábado das 14h às 20h

2º Aniversário do Projecto Marginal


Born a Lion e d3o no 2º Aniversário do Projecto Marginal

A Projecto Marginal – Associação Cultural comemora, no próximo dia 23 de Fevereiro, o seu segundo ano de actividade, com uma festa de aniversário no Santiago Alquimista.

Num primeiro ano esta associação recuperou, para a cidade de Lisboa, antigos espaços como a Caixa Económica Operária, o Grémio Lisbonense, o Ateneu Comercial de Lisboa ou o Convento das Mónicas com eventos que movimentaram mais de 7000 pessoas.

Neste segundo ano o Projecto Marginal apostou, em promover concertos com as bandas do novo rock português inseridas dentro de eventos ligados ao cinema (Festival de Cinema Indielisboa, lançamento do filme INLAND EMPIRE de David Lynch), festivais multidisciplinares (Festival Táxi) e ainda nas noites de quinta-feira no bar Europa, as Noites Marginal Rock. Mais uma vez, conquistou novos públicos, criou novos conceitos (Grunge Festa, Festa dos Balcãs, Noites Indie) e continua a fazer sucesso nas noites de Lisboa.

Além de tudo isto, a associação lançou a Marginal Aventura, com o objectivo de organizar eventos de desportos radicais e com grande ligação à natureza e ao património cultural das cidades. O seu primeiro evento, um peddy-paper nocturno na zona histórica da Baixa lisboeta, foi um grande sucesso em termos de adesão de participantes e de diversão em noite de Halloween.

Na sala principal do Santiago Alquimista vão desta vez actuar duas bandas portuguesas já com provas dadas, os Born a Lion e os d3o.


Depois de alcançarem um honroso terceiro lugar no pódio do Termómetro Unplugged realizado em Abril de 2006 e de abrirem em Maio o concerto em Portugal dos britânicos Art Brut, os Born a Lion (Marinha Grande) assinaram pela Rastilho Records o contrato para a edição de "John Captain". Este foi produzido por Marco Jung (Ianasonic, Dapunksportif) e contou com a participação especial de Paulo Furtado (Legendary Tiger Man|Wray Gunn) nas músicas “My Black Horse” (slide-guitar) e “67´Cadillac” (voz). A música dos Born a Lion remete-nos para a paisagem bucólica norte americana, sempre ao longo do curso do Mississipi. Um misto de Johnny Cash, Immortal Lee County Killers, Black Sabbath e Led Zeppelin. Mas não se deixem iludir, os Born a Lion não são mais uma banda que tenta entrar na onda retro por uma questão de moda ou facilitismo.


Em seguida, os d3o, um power trio vindo de Coimbra que bebe inspiração no blues e incendeia os palcos com o seu rock que transpira energia, destila raiva e explode intensidade. A banda de Tony Fortuna (um dos elementos dos extintos Tédio Boys, de onde saíram ainda Paulo “Tigerman” Furtado ou Kaló dos Bunnyranch), encontra-se em tournée para comemorar o lançamento de “The Box”, uma edição especial limitada a 100 exemplares, que inclui os três EPs da banda: “7 Heartbeat Tracks”, “SixPackTrack” e “8 Tracks on Red”.

Para além destas duas bandas, actuarão ainda os djs que estiveram em destaque nas festas do Projecto Marginal no ano de 2007. Todas as vertentes do rock, desde os blues ao punk, das melodias dos eighties ao indie rock actual, passando pelo grunge e o rock alternativo dos anos 90, serão ouvidas nesta noite com os sets de Miss Nicotine, Cantrell e dos New Sonic (R)Evolution. Tudo isto acompanhado pelas imagens da VJ Marta Machado.

Para além de tudo isto, inaugurará a exposição de fotografia de Alípio Padilha, com fotografias dos concertos, festas e outros eventos promovidos pelo Projecto Marginal neste segundo ano de actividade.

Os bilhetes custam 5 euros e as portas abrem às 23h00.




Mais informações em:

www.projectomarginal.com
www.myspace.com/d30rock

www.myspace.com/bornalionband

Santiago Alquimista
Rua de Santiago, nº 19

Lisboa

www.santiagoalquimista.com

Contactos:
Miguel Lopes
miguel.lopes@projectomarginal.com

936272935

domingo, 10 de fevereiro de 2008

SEX PISTOLS EM PAREDES DE COURA


Never Mind The Bollocks, Here’s The Sex Pistols no Heineken Paredes de Coura!!! Dia 31 de Julho perdurará na história da música em Portugal, quando o quarteto britânico actuar pela primeira vez em terras nacionais.

Johnny Rotten, Steve Jones, Paul Cook e Glen Matlock, são os quarto ingredientes da mais incendiária banda Punk de todos os tempos, responsáveis por músicas que chocaram e marcaram uma geração que, claramente, não estava preparada para o aparecimento dos Sex Pistols.

Concertos excitantes e estórias infames sobrevivem até aos dias de hoje, numa quantidade muito elevada, para quem editou “apenas” um álbum de originais. “Apenas”, porque esse álbum é só um dos discos mais importantes da história da música, “Nevermind The Bollocks, Here’s The Sex Pistols”.

Alguns anos depois, os Sex Pistols continuam tão revolucionários e controversos como sempre. A idade não os acalmou e os concertos persistem tão provocatórios como o primeiro, conforme vai ser possível comprovar, dia 31 de Julho, no Heineken Paredes de Coura.


¬ WWW.PAREDESDECOURA.COM ¬


BILHETES À VENDA HOJE

PASSE 4 DIAS:
Até 3 de Março ¬ 50 Euros
De 3 de Março a 3 de Abril ¬ 60 Euros
Preço Normal ¬ 70 Euros

Bilhete Diário ¬ 40 Euros

LOCAIS DE VENDA:
www.paredesdecoura.com, Worten, Fnac, Fnac Service,
Bulhosa (Oeiras Parque), Agências ABEP e Alvalade,
Ticketline (Reservas: 707 234 234 e www.ticketline.pt).


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Baile Moderno - Baile de danças de tradição europeia


Uma noite diferente, irreverente, ao som de sons tradicionais recriados e reinventados, numa
viagem pelos países da Europa, com centro na cultura Portuguesa. A proposta é dos No Mazurka Band, um colectivo de músicos experientes e reconhecidos em novas abordagens a sonoridades tradicionais.

Uma parceria do colectivo Rodobalho - Ateneu de Coimbra -, colectivo Tradballs e o café Xuven.


(Baile/Workshop de No Mazurka Band, na aldeia histórica de Sortelha)

Numa improvável viagem pelo velho continente, em que o pequeno espaço do Xuven será a Nau de intrépidos descobridores, os No Mazurka Band sobem a palco [que palco?] para que as danças dêem o mote a uma noite memorável. Donos de, entre eles, décadas de experiência dedicada à construção de sons novos sobre melodias tradicionais, os No Mazurka Band assumem, até pelo nome, uma atitude provocadora mas responsável, irreverente e justificada. Os seus bailes são constantes viagens por melodias que nos construíram a cultura, e tantas vezes a infância, reinventadas com instrumentos novos, uns, ou salvos da arca da memória, outros. Com a guitarra eléctrica, adoptada de vivências contemporâneas, conversa com a Flauta de Tamborileiro, recuperada da memória colectiva e dada como extinta na biodiversidade musical Portuguesa. Ponto essencial, exterior à melodia e aos instrumentos que a formam, é o permanente convite ao baile, ponto alto social de descoberta e partilha. Aos músicos associa-se um[a] mestre de cerimónias, capaz de descontrair os mais tímidos, enquanto demonstra e ensina os rudimentos das danças que invadem o palco. Á construção da música junta-se a construção do baile, com a alegria da melodia cruza-se a celebração da dança, nasce o momento e o sorriso. A nau, sem comandante, mas capaz de traçar o rumo romperá as ondas, e extravasará o espaço físico que a constrói. Um quadro completo da proposta que o colectivo Rodobalho – Ateneu de Coimbra – deixa à cidade de Coimbra. Um desafio de descoberta e surpresa, fora dos circuitos fechados de música préformatada. O nome dos No Mazurka Band, é dono de uma forte mensagem cultural e de afirmação. Mais que um lema, é uma forma provocante de trazer argumentos de outras “Andanças”, esse ponto alto de encontro cultural em torno de valores tradicionais, para a praça pública. No dia seguinte, 9 de Fevereiro, durante a tarde será a vez de Aveiro e o clube “Os galitos”, bem no centro da cidade, receber esta nau, que segue viagem para a ESMAE, na rua da Alegria no Porto, para que o baile aí cresça depois das 22h.

Workshops de dança no Ateneu

Este baile, bem como outros realizados mensalmente, são parte de uma iniciativa de promoção,
divulgação e recriação de dança e música tradicional.
Desta iniciativa fazem parte Workshops semanais de dança tradicional, no Ateneu de Coimbra.
Momento regular de encontro e aprendizagem, as coreografias “mal amanhadas” na confusão do baile ganham forma e consistência todas as terças-feiras. Organizados de forma informal, sem inscrição ou “obrigações”, sem qualquer objectivo comercial ou de lucro, deixam espaço ao improviso e à participação activa dos intervenientes.

Site www.rodobalho.com
Todas estas iniciativas, e a divulgação de centenas de outras que ocorrem um pouco por todo o país,
sobem à visibilidade do público no site que que tornou a referência nacional na cultura tradicional.
Resultado de 2 anos de construção e consolidação, recebe diariamente duas centenas de pessoas
numa procura cultural fora de circuitos normalizados.

Mais informação em www.rodobalho.com

Música de No Mazurka Band em myspace.com/nomazurkaband
Contacto: rodobalho@rodobalho.com

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

este ano não vai haver África Festival


ficam na história e na memória
os espectáculos e os momentos que este festival proporcionou em três anos, desde 2005

Ali Farka Touré, Toumani Diabaté, Oumou Sangaré, Bassekou Kouyaté & Ngoni Ba e Tinariwen (do Mali), Baaba Maal e Cheikh Lô (do Senegal), Tiken Jah Fakoly (da Costa do Marfim), Stella Chiweshe (do Zimbabwe), Músicos do Nilo (do Egipto), Sally Nyolo & The Original Bands of Yaoundé (dos Camarões), Ray Lema (do Congo), Chico César (do Brasil)

de Angola: Waldemar Bastos, Bonga e Paulo Flores

+ Victor Gama, Kalaf, MC Kapa, Keita Mayanda, Ikonoklasta, Leonardo Wawuti, Nástio Mosquito, N’Du , Galiano, Dj Lucky, Dj Lady G Brown, Dj Johnny, Ondjaki, Kiluanje Liberdade, Daniel Martinho, Miguel Sermão, Dalton Borralho, Kiluanji Kia Henda, Ana Silva, Gustavo Sumpta, Paulo Kussy, Verónica Leite de Castro, Osvaldo da Fonseca, Batoto Yetu, Isilda Gonçalves

de Cabo-Verde: Tito Paris, Lura, Tcheka e Mayra Andrade

+ Nancy Vieira, António Tavares, Refilon, Luísa Queirós, Associação Moínho da Juventude, Avelino Chantre

de Moçambique: Mabulu e Eyuphuro

+ Mick Trovoada, André Cabaço, Luisa Low Pew, Francisco Xavier Menezes

da Guiné-Bissau: Manecas Costa e Djumbai Jazz

+ Gogui

de S. Tomé e Príncipe:

+ Ângelo Torres

nascidos em Portugal: Sílvia Moreira, Francisco Vidal, Mina Andala e Nel’Assassin

de Portugal: Prof. Fernandes Dias, Pedro Rosa Mendes, António Loja Neves, Maria do Rosário Pimentel, João Bonifácio, António Pires, Lomografia Portugal, Pauliana Valente Pimentel, Tatiana Macedo, Paulo Pimenta, Luis Barra, José Pedro Tomaz, Xuxa, João Gomes, Tiago Cerqueira, Artur Soares da Silva

de outros países da Europa: Jean-Yves Loude, Anne-Marie Pascal e Annie Nganou (França), Zap Mama (Bélgica)

sem esquecer o ciclo de cinema documental, onde foi apresentado em estreia nacional o filme BAMAKO (em película 35mm), quinze filmes com sessões alegremente esgotadas.


É realmente uma triste notícia!




NOVO ROCK PT | TV RURAL & OS PONTOS NEGROS (live) | 9 FEVEREIRO | SANTIAGO ALQUIMISTA


Novo Rock Português no Alquimista

Contrariando uma tendência recente da música portuguesa, o novo rock português canta-se…em português. Há até quem diga que a geração do Rock Rendez-Vous está finalmente a conhecer uma descendência embora sem sinais de ruptura face ao passado. Não na Rua da Beneficiência mas no Santiago Alquimista vão estar duas bandas que fazem parte de uma nova geração, preocupada com tendências actuais da música, e particularmente do rock, sem esquecer que a tradição não é inimiga e faz parte da memória.

Os TV Rural já andam nisto há algum tempo mas só agora chegam ao primeiro álbum, que tem o peculiar título Filomena Grita!. Existem desde o ano 2000 e já conheceram algumas alterações na formação. 2008 pode ser o ano da consagração, especialmente em palco, onde suam como poucos. O nome, esse, recolheram-no no programa do Engenheiro Sousa Veloso.

Os Pontos Negros traduzem o objectivo de ser músico que assalta muitas almas sonhadoras. Fãs de Strokes, Los Hermanos ou Libertines, já foram comparados a António Variações pelo imaginário próximo e real das suas letras. Escolheram o nome em oposição às "linhas brancas" (tradução directa de White Stripes). Depois de uma bem sucedida actuação no MusicBox, o Santiago Alquimista é o palco certo para confirmarem o seu potencial. Mas afirmam não querer a ser a "next big thing".

Convém dizer que esta é mais uma edição das famosas Noites Indie, organizadas pelo Projecto Marginal e que já contaram com gente como os Dapunksportif ou Slimmy, cinema indie em formato curta e longa-metragem, exposições e teatro.

Pela noite dentro, há ainda rock português poliglota, sem exclusões, com o DJ Davide (Diário de Notícias, Diário Digital).

Os bilhetes custam 5 euros e as portas abrem às 23h00.

Mais informações em:

www.projectomarginal.com
www.myspace.com/ospontosnegros

www.myspace.com/tvrural